Translate

terça-feira, maio 27, 2008

Ainda sobre os combustíveis

Vão a este site onde podem consultar os postos de combustível mais baratos da localidade onde residem. Mais que vosso pai!!!

segunda-feira, maio 26, 2008

Um ROUBO!!!!

Somos uma tristeza de país. Em todos os aspectos ficamos para trás. O engraçado é que ficamos à frente de todos os outros nos aspectos negativos.

A escalada do preço dos combustíveis (a roubalheira, melhor dizendo) é o exemplo mais gritante. As petrolíferas apresentam os seus argumentos, o governo enterra a cabeça na areia, mas tudo isto não passa de uma vergonha.
As petrolíferas especulam em torno do aumento o barril de crude mas esta história não passa de uma falsa questão, uma vez que o dólar todos os dias desvaloriza face ao euro. Depois basta constatar que sempre que o barril aumenta, no dia a seguir o preço dos combustíveis sobem, mesmo que estes estejam a usar as reservas de meses anteriores onde o crude era negociado a um preço bem inferior. Mas sempre que o barril de petróleo baixa, é ver os preços a manterem-se ou a descerem de uma forma irrisória (tipo 0,5 cêntimos contra os habituais 3 cêntimos de aumento).
No entanto, existem outras gasolineiras que vendem o mesmo bem por menos 10 cêntimos, ou seja, a teoria das grandes petrolíferas é uma grande mentira.

A juntar a todo este esquema aparece o nosso belo governo que deixou nas mãos das principais empresas de combustíveis a liberalização dos preços, para além de cobrar duas taxas sobre o mesmo produto – o IVA e o ISP – algo que só acontece em Portugal. Tudo isto é a desculpa encontrada para equilibrar o défice. Tal como as portagens, o IVA A 21%, os dois impostos que se pagam na compra de um automóvel novo, imposto municipal, etc…

A inteligência dos nossos governantes é tanta que todos os dias perdemos milhares de euros para a nossa vizinha Espanha, que recebe de braços abertos todos os que pretendem abastecer no país vizinho.
Tudo isto é perfeitamente normal, quando o gasóleo e a gasolina são vendidos por 1,08 € e 1,06 € respectivamente (em Portugal, o gasóleo neste momento é comercializado a 1,41€ e a gasolina a 1,49€).

Talvez esteja na hora de abrirmos os olhos. Não quero usar a palavra boicote, mas está na hora de procurarmos outras alternativas às grandes petrolíferas, para começarmos a remar para o mesmo lado e deixarmos de ser manipulados pelos senhores que enriquecem à nossa custa.
É que nem quero imaginar a que preços estarão os combustíveis daqui a um ano.

sexta-feira, maio 23, 2008

Eu tou lá



Dia 6 de Junho lá estarei para ver Muse, Offspring, Kaiser Chiefs e Linkin Park. Que belo cartaz!

terça-feira, maio 20, 2008

Ah pois é!!!!

O cantor americano 50 Cent (em português 50 cêntimos) fez uma digressão por Angola, mas a coisa não correu muito bem. Entre os seus "uah", "xé", "lhá", um espectador subiu ao palco e roubou à cara podre o colar que o rapper tinha ao pescoço.

É certo que aqui até se pode aplicar aquela máxima de que ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão e no vídeo abaixo podem constatar o momento hilariante da coisa.



Já agora aproveito para deixar aqui uma chalaça (o Pedro, o Tiago e o Sérgio não acharam muita graça, mas que se lixe...não mandam em mim).

Os angolanos sentem medo?

É que o 50 Cent!

sexta-feira, maio 16, 2008

Do fundo do coração

Dezasseis de Maio de 2008: uma data que ficará para sempre registada na minha memória. Hoje deixei de ser funcionário da Faxinforme/Clipping Consultores. A saga começou há cerca de 1 ano e quatro meses e teve o seu termo hoje. Em Almada parti à aventura de uma oportunidade que se proporcionou e tudo parecia estar a correr pelo melhor. Um trabalho dentro da minha área de formação, uns colegas excelentes e um desafio que colocava à prova a minha polivalência em diversas funções.

Mas tudo tem um termo, apesar de nem sempre ter de ser assim. Nesta empresa teve de ser, por muito que me custasse.

Meus caros colegas de trabalho, hoje foi (e continua a ser), um dos piores dias da minha vida. Todo este tempo que passei com vocês não me sai na cabeça e só de saber que na segunda-feira já não vou apanhar o cacilheiro para Almada, uma lágrima aloja-se nos meus olhos.

Acreditem que por vocês nunca me tinha ido embora. Luís, Raquel e Sofia, cada um de uma forma diferente, cada um com a sua personalidade, ocupam um lugar no meu coração. Sem querer ser lamechas, é isto o que sinto. Afinal a convivência de 9 horas diárias com vocês assim me obriga. E não vos esqueço.

Sandra, Rita, Sofia, Marta, Rogério e Hugo, camaradas de outros departamentos que também acabei por criar uma afinidade profunda, cada um à sua maneira, também não vos esquecerei.

Infelizmente tive que fazer uma opção. Achei que não podia continuar a aceitar as condições a que me sujeitava ao final de cada mês. Tanto a mim como aos meus colegas era pedido o máximo de esforço, mas nunca fomos recompensados por isso. Começando pelos ordenados miseráveis, passando pelos dias ou semanas em que os vencimentos chegavam em atraso, a paciência tem os seus limites. A minha esgotou.

Uma proposta de uma empresa concorrente deixou-me indeciso mas não pude recusar. Em termos monetários não ficarei a ganhar muito, mas não existe mais a situação de ficar 2 meses à espera daquilo que mereço.

Será que a opção foi a mais acertada? Não sei, o futuro dirá. Neste momento estou muito triste. Na altura escondi dos meus colegas a possibilidade de querer sair da empresa. Mas não era para vos deixar mal. Simplesmente não queria que me demovessem da ideia de sair da empresa. Talvez não tenha agido da melhor forma. Peço desculpa por isso.

Agora é irreversível. Já não posso brincar e difamar o Luís como fazia. Não posso fazer barulhos estranhos com a boca para enervar a Raquel. Não posso barafustar com a Sofia por ela ter ideias diferentes das minhas. E como eu lamento isso.

Acreditem que já estou com saudades vossas. Espero que futuramente tudo corra pelo melhor para vocês meus amigos.

Eu nunca vos esquecerei!

segunda-feira, maio 05, 2008