Translate

segunda-feira, setembro 28, 2009

Votar? Isso é para meninos

40% de abstenção nestas eleições em que parecia andar tudo insatisfeito com a actual situação do país. O portuguesinho acha que não ir votar é a melhor forma de mostrar o seu descontentamento pelo actual panorama, outros - a maioria, portanto - vão passear ou ficam em casa pois é uma perda de tempo, os políticos são todos iguais, blá blá blá...

Pergunto para que raio se fez o 25 de Abril? Para que serve a liberdade e a democracia se quase metade dos eleitores não querem saber do seu futuro? Todos sabem se queixar que está mau, mas quando toca a mexer o rabinho, "ah e tal, tá frio e não me apetece".

Escrevo este texto apenas para criticar a falta de cultura politica e de iniciativa dos portugueses e não por qualquer resultado eleitoral. Apenas lamento ver, que num momento tão importante para o país, 40% da população preferiu ficar a olhar para baixo e ignorar um dever cívico e moral (atenção que acredito que houve pessoas que não puderam mesmo votar, fosse por motivos laborais, de saúde, mas não deve ter sido mais de 2%).

sexta-feira, setembro 25, 2009

Um TAPinha (em greve) não dói

Acho piada a greve dos pilotos da TAP que reivindicam um aumento dos salários por volta dos 9%.
A mim não me afecta em nada a greve porque não faço questão de viajar nos próximos dias, mas quando fiquei a saber que a média de salários dos pilotos ronda os 8 mil euros (!) só posso ficar indignado com a falta de sensatez.

Não coloco em causa se merecem ou não receber este avultado ordenado, mesmo sendo uma empresa que recebe capitais públicos, mas nesta altura do campeonato, em que ainda estamos a recuperar de uma crise, meio milhão de portugueses estão no desemprego, muitos dos que estão empregados trabalham a recibos verdes e não viram os seus miseráveis ordenados serem aumentados (muitas vezes acontece o contrário) e isto tudo, a dois dias das eleições... parece uma brincadeira, só pode.

segunda-feira, setembro 14, 2009

quarta-feira, setembro 02, 2009

PARABÉNS

Magnificent
Magnificent

I was born
I was born to be with you
In this space and time
After that and ever after I haven't had a clue
Only to break rhyme
This foolishness can leave a heart black and blue

Only love, only love can leave such a mark
But only love, only love can heal such a scar

I was born
I was born to sing for you
I didn’t have a choice but to lift you up
And sing whatever song you wanted me to
I give you back my voice
From the womb my first cry, it was a joyful noise…

Only love, only love can leave such a mark
But only love, only love can heal such a scar

Justified till we die, you and I will magnify
The Magnificent
Magnificent

Only love, only love can leave such a mark
But only love, only love unites our hearts
Justified till we die, you and I will magnify

The Magnificent
Magnificent
Magnificent