Translate

sábado, dezembro 30, 2006

Road Trip à Serra da Estrela

Anteontem eu e o meu amigo Nuno fomos até à Serra da Estrela, numa viagem onde pudemos comprovar o quanto de belo existe no nosso Portugal.
Paisagens verdejantes, pessoas simpáticas, gastronomia deliciosa e todo um ambiente rural e citadino misturado, que nos deixaram fascinados para novas aventuras, cá dentro, no nosso Portugal.
Realmente, é pena que nem todos os portugueses saibam valorizar o quanto de bom o nosso país tem.









terça-feira, dezembro 19, 2006

Concorram - Oportunidade de uma vida... ou não

É verdade que o mercado de trabalho está complicado, principalmente para nós, jovens licenciados. Por vezes temos de nivelar por baixo para não estarmos sem fazer nada – como é o meu caso – mas há dias vi um anúncio nos classificados do “Correio da Manhã” que me deixou a remoer na coisa.

Inicialmente, achei imensa piada àquilo e quis logo por aquela pérola no meu blog. Depois comecei a reflectir e, de facto, este anúncio que podem ver na imagem de baixo, espelha bem uma realidade nada boa para o futuro de todos os jovens que tem instrução a mais para singrar no mercado de trabalho.

Bem, quanto a isso não me vou pôr com lamechas, apenas dêem uma vista de olhos neste hilariante anúncio.


quinta-feira, dezembro 14, 2006

terça-feira, dezembro 12, 2006

É preciso acreditar, acreditar, logo...

Hoje recebi um mail que dizia o seguinte:

Nokia

A Nokia quer propor uma oferta interessante. Querem dar-se a conhecer, mas através da internet e sobretudo de boca em boca e para isso distribuem de forma gratuita o novo telefone WAP. A única coisa que tens de fazer é enviar este email a 8 conhecidos. Em aproximadamente 2 semanas receberás um NOKIA 6210!
Se enviares este email a 20 pessoas, receberás um NOKIA WAP!!!
Não te esqueças de enviar cópia para: anna.swelun@nokia.com , para que a tua participação fique registada.

PS: Não é brincadeira.
Fátima Carvalho TMN - Departº. DSJ/ASJ Edificio Marconi - Av. Álvaro Pais, nº2 - 8º andar 1649-041 Lisboa Telf. 217920341 - Ext. 6341 Telm. 965286728 ICP -ANACOM - Autoridade Nacional de Comunicacoes

Depois disto, só falta também enviarem-me um mail a dizer que acreditam no Pai Natal, no Mantorras e que o S.L.B. vai ser campeão com o Fernando Santos no comando da equipa.

Sinceramente...

sexta-feira, dezembro 08, 2006

A diva Carolina Salgado

Carolina Salgado, ex-mulher de Pinto da Costa lançou um livro onde relata algumas das suas histórias muito bonitas com o actual presidente do FC Porto.
Hoje quando li a capa do Record, não pude deixar de reparar num pequeno titulo que dizia o seguinte: "Carolina abre o livro."

Ora, isso deixou-me extremamente fascinado, pois a senhora da vida, antigamente, era carinhosamente conhecida pelos seus "amigos" como "Carolina abre as pernas."

Pois é, Carolina Salgado anda agora nas bocas do mundo, graças ao seu livro e a sua fama estende-se para lá da nossa imaginação, ela, pobrezinha, tão habituada, a meter a boca, no cajó de todo o mundo.
As voltas que a vida dá, não é?


quinta-feira, dezembro 07, 2006

U2 - Original of the Species

Como dizia Bono no concerto dos U2 em Chicago, há um ano, esta é talvez a musica mais bonita do album "How to Dismantle an Atomic Bomb".
Eu concordo


Baby slow down
The end is not as fun as the start
Please stay a child somewhere in your heart

I'll give you everything you want
Except the thing that you want
You are the first one of your kind

And you feel like no-one before
You steal right under my door
And I kneel ‘cos I want you some more
I want the lot of what you got
And I want nothing that you're not

Everywhere you go you shout it
You don't have to be shy about it

Some things you shouldn't get too good at
Like smiling, crying and celebrity
Some people got way too much confidence baby

I'll give you everything you want
Except the thing that you want
You are the first one of your kind

And you feel like no-one before
You steal right under my door
I kneel ‘cos I want you some more
I want the lot of what you got
And I want nothing that you're not

Everywhere you go you shout it
You don't have to be shy about it, no
And you'll never be alone
Come on now show your soul
You've been keeping your love under control

Everywhere you go you shout it
You don't have to be shy about it
Everywhere you go you shout it
Oh my my

And you feel like no-one before
You steal right under my door
I kneel ‘cos I want you some more
I want you some more, I want you some more...

sexta-feira, dezembro 01, 2006

A prenda de Natal do BENFICA


O Engenheiro pensa que deve safar-se até ao Natal...também não acredito, mas esta já cá canta....Glorioso SLB

sexta-feira, novembro 17, 2006

Doenças Amigas

Não sou daqueles tipos que mete baixa no trabalho por tudo e por nada, mas descobri algumas doenças raras que poderão ajudar aqueles que gostam de dar desculpas engraçadas para faltarem ao trabalho.
Aqui vai:

Dor de cabelo
Crise de ansiedade
Rotura parcial da unha do mindinho
Ataque de pânico (esta é a mais fascinante para mim)

A juntar a isto um discurso com o chefe do tipo: "Chefe, passa-se isto assim assim, de maneiras que amanhã não vou poder vir trabalhar"
Meus caros melhor é impossível

quinta-feira, novembro 16, 2006

Novo Blog

Um novo blog foi criado por mim, pelo Tiago e o Pedro para dar destaque às nossas peripécias sobre o melhor simulador de futebol, o FM.
Vão até ao www.fmanias.blogspot.com

quinta-feira, novembro 02, 2006

Someone That Cannot Love - David Fonseca

You locked up your heart
You wake up with tears and stars in your eyes
You gave it all to someone that
Cannot love you back

Your days are packed
With wishes and hopes for the love that you've got
You waste it all to someone that
Cannot love you back

Someone that cannot love

Love, ain't this enough
You push yourself down
You try to take comfort in words
But words
They cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

You secretly made
Castles of sand that you hide in the shade
But you cannot hold the tides that break them
And you build them all over again

You talk all these words
You make conversations that cannot be heard
How long until you notice that
No one is answering back

Someone that cannot love

Love, ain't this enough
You push yourself down
You try to take comfort in words
But words
They cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

Love, love, ain't this enough
Pushing around
You try to take comfort in words
But words
Well they cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

Someone that cannot love

Someone that cannot love
Someone that cannot love

Love, ain't this enough
You push yourself down
You try to take comfort in words
But words
They cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

Love, love, ain't this enough
Pushing around
To find little comfort in words
But words
Well they cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

You know they'll bruise you more
Words they will hurt you more
Words they will hurt you more

Yes they'll bruise you
Someone that cannot love
Someone that cannot love

domingo, outubro 29, 2006

Glória inglória

Hoje sinto-me triste. Aliás, desde ontem que este sentimento me invade a alma. Devo confessar que já não sou um fanático do futebol como antigamente, mas a derrota do meu Benfica, ontem, no Dragão, deixou-me completamente de rastos.
Na verdade, não me lembro de ver o meu glorioso a recuperar de uma desvantagem da forma quase épica, como aconteceu ontem. Mas aquele fatídico minuto 91, para além da hora, para além do horizonte do meu coração vermelho, o Porto, injustamente, conseguiu vencer o jogo. Um balde de água fria… um pesadelo para todos os verdadeiros benfiquistas.
Quarta-feira há mais.
Mas hoje sinto-me triste.



segunda-feira, outubro 23, 2006

LIÇÕES DE GRAMÁTICA - Quem é amigo, quem é...

Existem inúmeras aplicações de um vocábulo. O uso do vocábulo "merda" é uma questão de educação. Ninguém pode negar que o utilizamos para múltiplas circunstâncias, relacionadas com muitíssimas coisas. Por exemplo:

Orientação geográfica: - Vai à merda!

Adjectivo qualificativo: - Tu és uma merda!

Momento de cepticismo: - Não acredito nesta merda!!!

Desejo de vingança: - Vou fazê-lo em merda!!!

Acidente: - Já fizeste merda!

Efeito visual: - Não se vê merda nenhuma!!!

Sensação olfactiva: - Cheira a merda...

Dúvida na despedida: - Por que não vais à merda

Especulação de conhecimento: - Que merda será isto?

Momento de surpresa: - Merda!!!

Atitude de ressentimento: - Não me deu nem uma merda de presente!

Sensação degustativa: - Isto sabe a merda!

Acto de impotência: - Esta merda não fica dura!!!

Desejo de ânimo: - Rápido com essa merda!!!

Situação de desordem: - Isto está uma merda!!!

Rejeição, despeito: - O que é que esse merda pensa?

Situação alquimista: - Tudo o que ele toca, vira merda!

Para descobrir o paradeiro de qualquer coisa: - Não sei onde foi parar aquela merda...

Interjeição comum: - Que merda!!!

Crise das 17h30: - Vou-me embora desta merda!!!

segunda-feira, outubro 16, 2006

Carta aberta ao senhor primeiro-ministro, Engenheiro José Socrates

Senhor primeiro-ministro, amigo Zé, pá...
Já deu para ver que, no estado em que as coisas estão, há que sacar dinheiro ao pessoal de qualquer maneira. E como aumentar mais uma vez os impostos dava muito nas vistas, agora até na praia, o chamado mergulho de chapão com bandeira amarela ou mesmo uma simples entrada em água com bandeira vermelha, dá para colocar uma quantia valente (de 55 a mil euros) nos depauperados cofres do estado.
Caramba, porque é que não disseste mais cedo, Socas? Ora aqui o teu muito patriota amigo não quer que penses em mais estratagemas deste tipo e envia-te uma singela lista de coisas que ainda não pagam multa, mas que com a tua ajuda e com alguém que te prepare a legislação, é só meter no Diário da República e vais ver que o défice das contas estatais se esfuma num instante.
E ainda se ajuda a tornar o nosso Portugal num país mais bonito, como bónus.

Ora cá vai disto:
LISTA DE COISAS A TAXAR (em breve)
- Uso de meia branca com sapatinho escuro (cem a mil euros)
- Bigode à futebolista dos anos oitenta (duzentos a 2000 euros)
- Coçar os genitais em público (150 a 1500 euros)
- Utilização do colete reflector nas costas do banco do condutor, e/ou CD pendurado no retrovisor (120 a 1200 euros)
- Passear de fato de treino por centros comerciais ao fim de semana
(quatrocentos a 4000 euros)
- Raparigas com excesso de peso envergando roupa apertadíssima (130 a 1300 euros)
- Uso de óculos de sol em discotecas e restaurantes (quinhentos a 5000 euros)
- Utilização das expressões "prontos", "portantos", "stander de automóves", etc... (140 a 1400 euros)
- Uso de sandália com peúga (trezentos a 3000 euros)

Pronto, cá está, Socas, usa e abusa. Quem é amigo, quem é?

segunda-feira, outubro 09, 2006

Para verdadeiros benfiquistas de um grande benfiquista

Mozer em "Pela Mística Dentro"
"É preciso sair do país para enxergar o prestígio e o tamanhão do Benfica em todo o mundo. Estive três anos em França, no Marselha, joguei num estádio fantástico, o Vélodrome, convivi com grande jogadores como Papin e Waddle, mas o Benfica estará sempre no meu pensamento.
Os meus companheiros de equipa não percebiam muito o meu entusiasmo pelo clube, já que sabiam pouco do futebol português, embora reconhecendo o tremendo historial do Benfica.
Durante os primeiros tempos tive de aturar os comentários de Papin, logo desde o início, sempre que jogávamos em casa.
Uns dias antes de cada jogo, o Papin chegava para mim e me dizia: "Mozer, vais ver o que é um estádio cheio e um ambiente terrível." Terrível para os outros. Não sei se o se o Papin dizia isso para me intimidar, já que era novo no clube e não percebia muito daquela conversa.
Mas para mim, sempre pensava: "Este cara precisava de jogar no Maracanã ou no estádio da Luz, cheios." Era o que eu pensava.
Até que, na taça dos campeões, nas meias-finais, o Benfica calhou no caminho do Marselha. Fiquei, ao início, desgostoso, porque ia defrontar o meu Benfica, o clube que os meus companheiros sabiam que eu adorava. Me lembro de Sauzée, o meu zagueiro do lado me ter perguntado: "Você vai estar em condições de jogar contra o Benfica?"
Aí, senti que beliscavam o meu profissionalismo. Nos dois, jogos joguei a duzentos por cento. Depois do primeiro jogo, em Marselha, uns dias antes de jogarmos na Luz, virei para o Papin e lhe perguntei: " Papin, você quer mesmo ver o que é um estádio cheio, com 120 mil a gritar todos para o mesmo lado?" Engraçada a reacção do Papin: "Você, está querendo me meter medo, Mozer?" Não estava não e por isso lhe disse para esperar para ver. E já agora, tremer.
Pois bem, chegou o dia, chegámos no estádio da Luz e fomos logo indo para os balneários. Muitos risos, muita convicção de que íamos jogar a final da Copa dos Campeões. Lembro até que Tapie disse aos jornalistas franceses que lhe podiam chamar de Bernardette se o Marselha perdesse a eliminatória.
Antes de subirmos ao relvado, para o aquecimento, Papin ainda troçou de mim, dizendo que estava já "tremendo de medo". E ria-se bastante.
Os jogadores foram saindo do balneário e eu atrasei um pouco, porque estava colocando uma ligadura no tornozelo. Quando cheguei perto do túnel de acesso ao estádio, começo a ver os meus companheiros, completamente assustados e todos do lado de dentro, não querendo entrar. Só depois percebi que, nessa altura o Eusébio foi chamado ao relvado para receber uma homenagem e foi aí que o estádio quase vinha abaixo. Logo no momento em que os meus companheiros do Marselha se preparavam para entrar. Claro que voltaram atrás assustados e me perguntado: "O que era aquilo?".
Aquilo respondi eu, é o INFERNO DA LUZ. Aí todos me começaram a me dizer para ser eu o primeiro a avançar, subi as escadas, entrei no relvado, não fui mal recebido e quando olhei para trás, estava sozinho. Espreitando, à saída da escadaria estavam alguns dos meus companheiros do Marselha, ainda com um olhar de medo e só nessa altura começaram a entrar. No regresso às cabinas, perguntei a Papin: "Já sabes agora o que é um estádio cheio e um grande ambiente?" A resposta, nunca mais a esqueci: "Mozer, nunca vi uma coisa destas.
Tudo isto é incrível. Sempre tiveste razão, o Benfica é ENORME!"
Naquela noite, o Marselha perdeu, fiquei triste mas senti orgulho pelo Benfica. E já agora, naquele balneário, fui o único a ter uma vitória.
Foi uma vitória moral, sobre aqueles que não acreditavam na grandeza do Benfica."
José Carlos Mozer

sábado, setembro 30, 2006

C.S.I. chega a Portugal

A duvida paira no ar...
E para quando um C.S.I. Bobadela?
E um C.S.I. Moscavide?
Já para não falar de um C.S.I. Sacavém?
Mas o melhor de todos, e esse sim, o verdadeiro sucesso, se a coisa for para a frente
C.S.I. Alcanhões

quinta-feira, setembro 21, 2006

Estupidologia – ultimo programa dia 29 de Setembro

A Universidade Radar prepara-se para se despedir no final deste mês, portanto, o “Estupidologia” vai ter a sua última aparição no dia 29 de Setembro.
Verdade seja dita, o tempo já não abundava e, por vezes, tornava-se complicado dispensar algumas horas da semana para ir gravar um sketche. No entanto, já começo a sentir saudades dos tempos em que à frente de um microfone, fazíamos algo de que me orgulhava imenso, nem que fosse só por ter realizado o sonho de transformar um simples projecto de trabalho de grupo da universidade, em algo palpável e engraçado.
Por motivos profissionais, não tive oportunidade de ir gravar com o Pedro, o Sérgio e o Tiago os últimos 2 programas. Tive bastante pena, mas dia 29 de Setembro entre as 23h e as 00h00 não vou descolar o ouvido da 97.8

Estupidologia

Porque ela paira no ar



sexta-feira, setembro 15, 2006

Rapidinhas

Saída

A filha chega a casa e pergunta:
- "Ó Pai, é verdade que os bebés nascem pelo sítio em que os homens metem o
pénis?"
O Pai, satisfeito pela filha já saber como se processam as coisas diz que
sim.
Então a filha volta a perguntar:
- "Mas quando eu tiver um filho, ele não me irá partir os dentes ao sair?"

Marta

Bom dia, fala a Marta!
- Está sim, Marta? Acabei de bater!
- Houve feridos ou foi só chapa?
- Nem uma coisa nem outra, apenas sujei as mãos!


Ó enfermeira!

Um gajo estava numa cama de hospital. Não tinha pernas nem braços e comia
por um tubo. Na hora das visitas a familia foi vê-lo.
De repente passa no corredor uma enfermeira toda grossa e o gajo grita:
- Ó ENFERMEIRA, FAZ-ME UM BR*CHE!!
O pai, ao ouvir aquilo diz:
- Meu filho, não devias dizer essas coisas, Deus castiga!
- E faz o quê? Despenteia-me?

terça-feira, setembro 12, 2006

Cinco anos depois a homenagem


Porque há acontecimentos que o mundo não deve esquecer. Uma sentida homenagem a todas as vitimas do atentado de 11 de Setembro de 2001.

quarta-feira, agosto 23, 2006

Chalaça da semana – O saltador

Um voluntarioso rapaz alista-se na tropa e passado o tempo da
recruta inscreve-se nos paraquedistas. Após as 1ª lições de
como saltar, feitas no solo, eis que o valente soldado embarca pela 1ª vez num avião juntamente com uma dezena de colegas para o 1º salto da sua vida...

No dia seguinte telefonou para casa dos pais e o telefonema foi mais ou menos assim:
- Então meu querido filho, saltaste? - perguntava o pai.

- Espere, eu vou contar como foi: Quando chegámos à altura escolhida,abriu-se a porta e o sargento chamou-nos para o salto.
Mais ou menos assustados, com uma pequena 'ajuda' do sargento, os meus colegas lá foram saltando todos até chegar a minha vez.

- E tu saltaste?

- Espere. Já lá chegamos. Eu disse ao sargento que não saltava porque tinha medo.
Ele disse que eu saltava nem que tivesse que me dar um pontapé!

- E tu saltaste?

- Já lá vamos... Eu agarrei-me a tudo o que pude e o sargento chamou o co-piloto, um tipo com 1.90, 120 kg de peso, e eu ainda me agarrei com mais força.

- E tu saltaste? - pergunta novamente o pai já impaciente....

- Eu estava amarelo de medo e então o co-piloto baixou o fecho do fato, mostrou-me uma pila de 30 cm que mais parecia um extintor e disse-me que ou eu saltava ou me enfiava aquilo pelo cu acima!

- Então tu saltaste...claro!!!!

- Bom, ao princípio saltei um bocadinho...

sábado, agosto 12, 2006

14 de Agosto – E um ano passou

Foi há um ano o inesquecível concerto da melhor banda do mundo, os U2, em Alvalade. A digressão “Vertigo Tour” terminou em Portugal, 9 anos depois da última passagem da banda de Bono no nosso país.
Muitas horas de espera foram bem compensadas por 2 horas e meia de concerto, onde todos vibraram com músicas do passado como Electric Co., I Will Follow, do velhinho “Boy”, chegando depois aos anos 90 com Zoo Station ou The Fly, pelas mais badaladas como Sunday Bloody Sunday, Where the Streets Have no Name ou o sempre intemporal Pride (In the Name of Love) e, claro está as músicas do novo álbum, Vertigo, City of Blinding Lights ou o Sometimes You Can´t Make it On Your Own.
25 anos de carreira desta mítica banda, sempre enérgica. Desta vez espero não ter de aguardar quase uma década para voltar a vê-los, because “I still haven’t found what i’m looking for”.
Aqui ficam algumas fotos do concerto.






















Vertigo

Unos dos tres catorce!
Lights go down, it’s dark
The jungle is your head
Can’t rule your heart
A feeling is so much stronger than
A thought
Your eyes are wide
And though your soul
It can’t be bought
Your mind can wander

Hello hello
I’m at a place called Vertigo
It’s everything I wish I didn’t know
Except you give me something I can feel, feel

The night is full of holes
As bullets rip the sky
Of ink with gold
They twinkle as the Boys play rock and roll
They know they can’t dance
At least they know….
I can’t stand the beats
I’m asking for the cheque
The girl with crimson nails Has Jesus round her neck
Swinging to the music
Swinging to the music
Oh oh oh oh

Hello hello
I’m at a place called Vertigo
It’s everything I wish I didn’t know
But you give me something I can feel, feel

Check mated
Oh yeah
Hours of fun…

All of this, all of this can be yours
All of this, all of this can be yours

All of this, all of this can be yours
Just give me what I want and no-one gets hurt….

Hello hello
We’re at a place called Vertigo
Lights go down and all I know
Is that you give me something

I can feel your love teaching me how
Your love is teaching me how, how to kneel…

Yeah yeah yeah yeah

quinta-feira, agosto 10, 2006

Cu...Adriaanse é mau e não deixa comer a papinha

O FC Porto já não tem treinador. O famoso holandês, conhecido pelas tácticas suicidas e opções, no minimo discutiveis, demitiu-se do comando dos dragões. Até aqui, nada de novo, apesar de o timing escolhido não ter sido o mais adequado. Ao que parece, Adriaanse, ficou chateado com os jogadores pela postura que tiveram durante o jantar. E de facto, o homem tem razão.
O Pedro Emanuel, esganado de fome, foi logo ao tacho para se servir. Como os holandeses têm aquele espirito paternal e tal, o ex-técnico do FC Porto fez logo questão de levantar a voz e impedir que os jogadores se servissem. E ele não foi de modas, serviu-se e pimba...foi encher o bandulho até não poder mais. Os morcões ficaram a olhar para ele...
Portanto meus amigos, moral da história.
Já não é preciso ter um corte de cabelo à Paulo Bento, inventar tácticas geométricas como o Fernando Santos ou descer três equipas na mesma época como o Luís Campos para se ser despedido. Naaaaa, isso já pertence ao passado. Agora o que tá a dar, é comer a papinha e os outros ficarem a olhar. Se acrescentarem a isto um "Não tou a ouvir", ou um "Toma" ou até mesmo um "Não comes, não mandas em mim", a coisa então...upa upa.



Eu é que sou o Maior, nham nham

quinta-feira, agosto 03, 2006

A chalaça da semana - Sandálias milagrosas

Um casal está de férias em Macau. Passeando pela zona do mercado a ver
as coisas que por lá se vendem, passam por uma pequena loja de
calçados, mais propriamente de sandálias, e ouvem uma voz lá de dentro
com um linguajar meio chinês a dizer:
- Vocês, estlangeilos! Entlem, entlem na minha humilde loja!

O casal entra na loja e o chinês diz-lhes:
- Tenho aqui umas sandálias especiais que penso que estalão
intelessados.
- Elas fazem ficale selvagem no sexo que nem um glande camelo do
deselto, quem as calçar ficalá maluco.

A esposa, mostra-se curiosa e interessada. O marido sente que não
precisa nada delas, mas por descargo de consciência pergunta ao homem:
- Como é que estas sandálias nos tornam muito mais activos sexualmente?

O Chinês explica:
- É só explimentale.....
O marido depois de discutir um pouco com a mulher, cede e
displicentemente experimenta-as. Calça as sandálias e imediatamente
ganha um olhar selvagem, Algo que a mulher não via há muitos anos. Era
o poder sexual cru e nu!
Num piscar de olhos, o marido corre para o Chinês, atira-o para cima
da mesa rasga-lhe as calças e...
O Chinês começa a berrar:
- Calçou ao contlálio!!! ... Calçou ao contlálio!!! ... Calçou ao
contlááááááliio!!!!!!

quinta-feira, julho 27, 2006

Beautiful Day - U2

The heart is a bloom, shoots up through the stony ground
There's no room, no space to rent in this town
You're out of luck and the reason that you had to care,
The traffic is stuck and you're not moving anywhere.
You thought you'd found a friend to take you out of this place
Someone you could lend a hand in return for grace

It's a beautiful day, the sky falls
Abd you feel like it's a beautiful day
Don't let it get away

You're on the road but you've got no destination
You're in the mud, in the maze of her imagination
You love this town even if that doesn't ring true
You've been all over and it's been all over you

It's a beautiful day
Don't let it get away
It's a beautiful day
Don't let it get away

Touch me, take me to that other place
Teach me, I know I'm not a hopeless case

See the world in green and blue
See China right in front of you
See the canyons broken by cloud
See the tuna fleets clearing the sea out
See the Bedouin fires at night
See the oil fields at first light
And see the bird with a leaf in her mouth
After the flood all the colors came out

It was a beautiful day
Beautiful day
Don't let it get away

Touch me, take me to that other place
Reach me, I know I'm not a hopeless case

What you don't have you don't need it now
What you don't know you can feel it somehow
What you don't have you don't need it now
You don't need it now, you don't need it now

Beautiful day

segunda-feira, julho 24, 2006

Portugal vs França

Ainda com uma ligeira azia depois daquela derrota pouco convincente da França frente a Portugal no campeonato do Mundo, eis algumas ideias que provam que nós, Tugas, somos muito melhor que os panascas dos franceses.

O café em Portugal custa à volta de 50 cêntimos e é bom, na
França custa entre 1 euro e 1 euro e meio e é uma merda.

Quando falamos em português não fazemos boca de broche.

A Torre Vasco da Gama pode ser mais pequenina mas ao menos não
enferruja. A Torre Eiffel não tarda nada tá toda comida.

Lisboa nunca perdeu uma candidatura aos Jogos Olímpicos. Paris
ainda recupera da azia por terem perdido a organização do JO de
2012 para
Londres.

Portugal não precisou de ajuda para espancar os espanhóis sem
dó nem piedade; quando os alemães invadiram a França os franceses
nem piaram e
precisaram de ajuda dos ingleses e dos americanos.

O nosso treinador é um homem a sério, com bigode e tudo. O
Domenech tem um ar de bicha que não pode mais.

O Zidane tem cara de cu e o Figo não.

O Henry parece uma menina e é titular. O Nuno Gomes parece uma
menina mas tá no banco.

Pasteis de Belém são muito melhores que croissants.

Em Lisboa não se queimam carros à noite.

Super Bock é muito melhor que Kronenburg. Ainda por cima, a
Kronenburg é fabricada em Estrasburgo, na Alsácia, uma região que
parece mais alemã
que francesa.

Experimentem mandar um UMM contra um Renault, Peugeot ou
Citröen e logo vêm quem manda!
O metro de Paris é velho, feio e cheira mal.

Os franceses são tão asseados que foi preciso inventar os
perfumes

A ideia que aqueles gajos têm de uma revolução é andar por aí
a cortar cabeças ao pessoal. Nós fazemos as coisas civilizadamente e quase não há tiros. Mas também, não admira de um país que aboliu a pena de morte em 1981.

Nós não andamos por aí a rebentar bombas nucleares na casa dos
outros. A França fez carradas de testes em Mururoa e quando ficou
satisfeita propôs um acordo para banir os testes nucleares.

Paté sabe a merda.

O Roquefort cheira pior que os pés de um maratonista depois de
correr.

O Roquefort cheira pior que os pés do Zidane, que de certeza cheira mal dos pés.

Champagne é bebida de rotos. Homem a sério bebe cerveja.


domingo, julho 16, 2006

Ultima Hora: Zé dias, Cajó e Ginjas explicam o porquê da cabeçada de Zidane a Materazzi

Jornalista: Caros ouvintes, bem-vindos ao nosso programa “Coisas de estupidos”. Hoje temos o prazer de apresentar 3 convidados especiais, que nos vão explicar o porquê daquela cabeçada de Zidane a Materazzi, na final do campeonato do Mundo.
Passo a apresentar o Zé Dias (Boa Noite) , o Cajó (Noite) e o Ginjas (Hum)
E quem são o Zé Dias, o Cajó e o Ginjas? São nada mais, nada menos que 3 forcados do aposento da Moita.
Comecemos pelo Cajó. Que razões aponta para aquela atitude do jogador Francês?

Cajó: Bom, é assim, primeiro, é preciso ber, logo… Pá, a mim pareceu-me que o italiano, o conho portanto, começou a injuriar o jogador não é, a mim até pareceu-me mesmo que lhe disse algo como “Toiro, toiro, é toiro lindo, é toiro lindo” e o gaulês não foi de modas e pimba, uma marrada à cais do Sodré no conho.

Zé Dias (impaciente): Naaa (barulho a tirar nanha dos dentes), para mim tem a ver com o problema de surdez lá do jogador francês. Os gajos na bancada começaram a gritar “Zizou” como ele é conhecido, mas como o homem já tá ficar velhote, e ouve mal, percebeu “Olé”, e pronto, depois foi o que se viu.

Ginjas: Eu acho que, pronto, não é, parece-me que o que foi dito tá bem. Mas agora que o Zidane terminou a carreira de jogador, bem que se podia juntar a nós lá no nosso grupo de forcados. Pela forma como os franceses têm de se meter onde não são chamados, o Zidane podia ficar responsável pela pega no rabo do touro.

quinta-feira, julho 13, 2006

FINALMENTE!!!!

Pois é, parece que custou, mas foi. O dia 11 de Julho de 2006 será recordado para sempre, pois foi nessa bonita segunda feira que aderi às novas tecnologia e, agora JÁ TENHO INTERNET!!!!!
Pronto, considerem-se avisados.
Um bem haja!

sexta-feira, junho 09, 2006

Pride (In the name of Sadness)

Há muito tempo que ando para escrever este texto, mas tenho andado tão atarefado e cansado, que tenho adiado, adiado… e hoje, estou num daqueles dias onde me sinto ainda mais cansado, tanto fisicamente como mentalmente, por isso não consigo controlar as minhas emoções e decidi seguir… em frente.
Cada dia que passa parece que estou a dar um passo atrás na minha vida. Sinto-me frustrado, as minhas expectativas parecem esfumar-se e por muitos sorrisos que dê, e por muitas vezes tente disfarçar a minha tristeza, hoje é um daqueles dias em que não me consigo controlar. E olho para trás no tempo, e vejo a minha vida de estudante… Não!!! A minha vida de universitário, sempre empenhado em terminar o curso, em seguir o que sempre sonhei, a dar o máximo para ter uma vida profissional mais risonha. É incrível aquilo que o mundo nos reserva, e quando menos esperamos tudo com o que imaginamos, depressa se desvanece, tal como uma chama ao vento.
Não me consigo controlar! Hoje é um daqueles dias em que as lágrimas me caiem com a mesma naturalidade com que me rio quando me contam uma piada. E penso em tudo aquilo que abdiquei em prol de um futuro risonho. Por vezes esquecia-me dos outros e fui mal interpretado. Tive pena que por vezes não me tenham compreendido. Peço desculpa a essas pessoas. Não sou de ferro, mas reconheço os meus erros. Ainda assim, tento sempre olhar em frente… mas já não consigo ter um olhar utópico… muito antes pelo contrário.
À primeira lágrima, lembro-me dos tempos em que me divertia nas aulas com os meus colegas, alguns ainda grandes amigos com os quais, felizmente, posso contar. Depois, faço uma breve passagem pelos tempos em que trabalhava como monitor embrulhador, entrevistador, nos correios… até ao delírio, no jornal Record. Foram momentos em que me sentia feliz pois, sem grandes alaridos, as coisas iam aparecendo.
Agora, apetece-me pegar nas fitas de finalista e ler as mensagens que os meus amigos me deixaram…mas já sei que não me vou conter. Desde que as tenho, nunca as li mais de uma vez. Estava à espera daquele momento em que tudo tivesse a correr como desejava, para recordar aqueles velhos tempos. Agora tenho receio de me iludir.
Porra, mas porque é que tem que ser tudo assim? Será que ninguém abre os olhos? Mas o que querem fazer de nós, jovens qualificados, que passam metade da juventude a investir na formação, abdicando de tantas coisas boas – falo por mim, pelo menos – para depois levar com uma merda de incompetentes que não querem saber de nós para nada. Foda-se, o que querem que eu faça depois de 16 anos a estudar?
“Rapaz, limita-te a fazer o que os outros te pedem, sê competente, e verás que serás recompensado.” Lengalenga, conversa fiada, todos à espera que sejamos competentes, para darem um chuto no cu à primeira oportunidade.
Sinto-me cansado. Hoje levantei-me às 6h30 para ir trabalhar. Estive a trabalhar 8 dias seguidos. Quando finalmente tenho umas folgas merecidas, pedem-me para ir render um colega e lá tenho de ir, sem comentar.
Dezasseis anos a estudar, uma licenciatura em Ciências de Comunicação, um estágio no “Record” e, agora, trabalho como vigilante numa empresa de segurança privada. É giro, tem a sua piada: “Ah, és licenciado e tás aqui?”
Eu não me importo de estar a fazer uma coisa que não tem nada a ver com o meu nível de instrução. Eu sempre trabalhei e já fiz muita coisa. O que me faz mais confusão é a forma como lidam comigo, mesmo dentro desta empresa. Faço o meu trabalho, em todo o lado em que estive nenhum chefe teve razão de queixa e agora lembraram-se de me mudar para mais um posto. Quer dizer, já não basta, olhar-me ao espelho todos os dias e pensar para mim: “Mas que raio ando eu a fazer na Prosegur, se não gosto deste trabalho”, para depois andar a ser enrabado por todos.
Às vezes perguntam-me: “Andas triste?”, “Tás enervado?”, “Que se passa?”
“Não é nada”, digo eu para disfarçar toda a raiva que vai na minha alma e qualquer dia…espero conter-me.
Os poetas são conhecidos por terem uma escrita muito fluida e transmitirem tudo aquilo que lhes vai lá dentro, sem pudor. Pobrezinho de mim, querer ser mais que os outros.
Não!!! Tenho de seguir a linha traçada e abraçar o meu destino. Então amanhã acordo e sigo sorridente, para mais um dia de trabalho com que sempre aguardei. Durante a noite, espero sonhar com aquela coisas boas, que só passam pela nossa imaginação… e, aí pelo menos, sinto-me feliz.

sexta-feira, março 24, 2006

Dicionário Marcelês (5ª Versão)

Perante um quadro bastante negro, no que se refere ao ano de 2006, edito a 5ª versão do dicionário de marcelês que contem um bónus.
Hazta!!!!


Amanhã – manifestação de desagrado em relação a um pedido; o mesmo que “dor no joelho” (consultar Dicionário Marcelês - 1ª Versão)

Andar de bicicleta sem selim – expressão de desagrado perante uma determinada questão, colocada pelo individuo activo

Chumaceira – órgão genital masculino

Ferrobico – pessoa chata

Horrível – medonho; assustador; péssimo; muito mau

Keita – jogador de futebol do Rio Ave

“L” – não digo os “eus”

Lamentável – digno de ser lamentado; infeliz

Leite de nóz – expressão de duplo sentido, pois não se diz como se escreve; diz-se “Queres leitinho de nós?” à qual ainda podemos acrescentar “tirado por vós”

Penaltie de costas – reacção perante um lance num jogo de futebol, no qual pretendemos ironizar uma jogada onde não existe qualquer infracção, mas que todos reclamam por falta

Senta aqui? – interrogação usada para saber se alguém se senta num determinado sitio

Toni dos bicos – pessoa chata

Xlháááááááá
– expressão na qual se pretende rechear qualquer coisa dentro de várias perspectivas

Bónus:

Filmes com a garantia de AM

“O Senhor do Anais”

“As crónicas do Narço”


“A Branca de Neve e os Sete Moçambicanos”

segunda-feira, março 20, 2006

Notícia de ultima hora – Zé Dias, Cajó e Zé Nando na praia

É mesmo verdade, até para os mais cépticos, os factos são evidentes. Na fotografia em baixo é possível testemunhar o tridente maravilha, Zé Dias, Cajó e Zé Nando a “apanhar” banhos de sol na praia de Alcanhões…


charme... Posted by Picasa

Os mais sensíveis que perdoem tamanha ousadia e sensacionalismo, mas há imagens que têm de ser vistas… coiso… mergulham!

sexta-feira, fevereiro 03, 2006

Best of “Provas Globais em Portugal” ...inacreditável!!!!!

As seguintes afirmações foram retiradas de diversas provas globais

Biologia:
"A respiração anaeróbia é a respiração sem ar que não deve passar de três minutos". (Queria ver o artista a experimentar)

"As plantas distinguem-se dos animais por só respirarem à noite". (E tu enquadras-te em que categoria? A julgar pela falta de oxigénio no cérebro deve ser na 1ª, não?)

"Os crustáceos fora de água respiram como podem". (É como a resposta: respondeu como pôde...)

"Carácter sexual secundário são as modificações morfológicas sofridas por um indivíduo após manter relações sexuais". (Deves ser cá um leão na cama!)

"A insónia consiste em dormir ao contrário" (Eu é que te viro ao contrário, sua anta!)

"Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se for empalhado." (Por essa ordem de ideias, já há algum tempo que não deves ter nada para beber...)

"O coração é o único órgão que não deixa de funcionar 24 horas por dia". (Pois, e os outros vão todos prós copos, seu maluco!)

"Os ruminantes distinguem-se dos outros animais porque o que comem, comem duas vezes!" (Este fala por experiência própria, com certeza)

"As aves têm na boca um dente chamado bico." (Tu é que precisavas de levar um bico nessa boca!)

"Sol dá-nos luz, calor e turistas." (E gajas, esqueceste-te das gajas!)

"A principal função da raiz é enterrar-se.'" (Já te enterraste e bem ...)

"O vento é uma imensa quantidade de ar." (E ar é o que não falta dentro dessa cabecinha!)

História:
"O objectivo de uma Sociedade Anónima é ter muitas fábricas desconhecidas." (E a sociedade por quotas é constituída por pessoas com alguma idade, certo?)

"Na Grécia a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam de acordo envenenavam-se" (Se te envenenasses também não se perdia nada!!)

"As múmias tinham um profundo conhecimento de anatomia." (Eram muitos espertas, as múmias!)

"A arquitectura gótica notabilizou-se por fazer edifícios verticais." (Bem visto, nunca tinha reparado nisso!)

"A febre-amarela foi trazida da China por Marco Polo." (E a febre tifóide, terá vindo da Tifolândia?)

"A harpa é uma asa que toca." (Tu é que podias bater as asinhas e ir cantar para outra freguesia...)

"Péricles foi o principal ditador da democracia Grega." (...Ou terá sido o principal democrata da ditadura Grega?!)

"Os Egípcios antigos desenvolveram a arte funerária para que os mortos pudessem viver melhor." (E resultou! Basta ver o ar de felicidade das múmias, quando saem da pirâmide para dar uma volta...)

Geografia:
"O petróleo apareceu há muitos séculos, numa época em que os peixes se afogavam dentro de água."  (E em que século é que uma ave rara como tu apareceu?)

"O problema fundamental do terceiro mundo é a superabundância de necessidades." (E o teu problema é a superabundância de estupidez!)

Geologia:
"Terramoto é um pequeno movimento de terras não cultivadas." (Sim, porque as terras cultivadas não se metem nisso!)

Química:
"Lavoisier foi guilhotinado por ter inventado o oxigénio." (Um gajo já não pode ser bom!...)

quarta-feira, fevereiro 01, 2006

Participações de Acidentes Automóveis

Descrição de ocorrências nas participações de sinistro do ramo automóvel.
1. O falecido apareceu a correr e desapareceu debaixo do meu carro.
(das duas uma: ou era atleta ou mágico!)

2.Para evitar bater de frente no contentor do lixo, atropelei um peão.
(o importante é que não acertou no contentor do lixo!!!)

3.O acidente aconteceu quando a porta direita de um carro apareceu de esquina sem fazer sinal.
(autêntico caso de Ficheiros Secretos)

4.A culpa do acidente não foi de ninguém, mas não teria acontecido se outro condutor viesse com atenção.
(desde que a culpa não seja de ninguém...)

5.Aprendi a conduzir sem direcção assistida. Quando girei o volante no meu carro novo, dei comigo na direcção oposta e fora de mão!
(a culpa aqui também não é de ninguém, mas se o tivessem ensinado conduzir com direcção assistida isso não teria acontecido!!!)

6.O peão bateu-me e foi para baixo do carro.
(malditos peões, só servem para destabilizar....só para chamarem a atenção...malditos arruaceiros!)

7.O peão não sabia para onde ia, então eu atropelei-o!
(ora lá está! Assim ao menos ficou o caso resolvido....hospital com ele!)

8.Vi um velho enrolado, de cara triste, quando caiu do tejadilho do meu carro.
(It's raining men...ALELUIA!!!)

9.Eu tinha a certeza que o velho não conseguia chegar ao outro lado da
estrada, por isso atropelei-o.
(podia ser que dando um empurrãozinho...lá chegasse mais rápido)

10.Fui cuspido para fora do carro, quando ele saiu da estrada. Mais tarde
fui encontrado numa vala por umas vacas perdidas.
(se as vacas estavam perdidas, foi achado ou perdido?!?, e porque não
recrutar essas vacas para encontrar mais vitimas de terramotos)

11.Pensei que o meu vidro estava aberto, mas descobri que estava fechado
quando pus a cabeça de fora.
(huuuuuuuuu... este é o fantasminha casper... atravessa paredes, portas e janelas)

12.Bati contra um carro parado que vinha em direcção contrária.
(ora aí está uma coisa perigosa! Esses são os piores.... todo o cuidado é
pouco quando eles estão parados...sobretudo se vierem em direcção
contrária!)

13.Saí do estacionamento, olhei para a cara da minha sogra e caí pela
ribanceira abaixo.
(nova campanha da DGV: "Se conduzir, não leve a sogra")

14.O tipo andava aos ziguezagues de um lado para o outro da estrada. Tive
que me desviar uma porção de vezes antes de o atropelar.
(mas o importante é que conseguiu! Há que ir sempre tentando e ter orgulho na pontaria!)

15.Já conduzia há 40 anos, quando adormeci ao volante e sofri o acidente.
(é perfeitamente natural, então se o senhor conduz há tantos anos deve, com certeza, estar muito cansado!)

16.Um carro invisível veio de não sei onde, bateu no meu carro e desapareceu.
(Mais um caso para Mulder e Scully.... ou então para os Alcoólicos
Anónimos...)

17.O meu carro estava estacionado correctamente, quando foi bater de
traseira no outro carro.
(eu bem digo que os parados são os piores.... eles andem aí!!!)

18.De regresso a casa, entrei com o meu carro na casa errada e bati numa
árvore que não é minha.
(aqui não restam dúvidas....é caso para os Alcoólicos Anónimos!)

19.A camioneta bateu de traseira no meu pára-brisas, em cheio na cabeça da minha mulher.
(e só não foi na cabeça da sogra graças à nova campanha DGV se não...)

20.Disse à polícia que não me tinha magoado, mas quando tirei o chapéu
percebi que tinha fracturado o crânio.
(estava agora a lembrar-me...pertenceria o tal tipo dos ziguezagues aos
Alcoólicos Anónimos também???)

segunda-feira, janeiro 30, 2006

TOP TEN' DAS FRASES DE ENGATE

1 - Chama-me gaveta e desarruma-me toda...

2 - És um bilhete em primeira classe para o pecado!

3 - Acreditas na ajuda a desalojados? Então leva--me para casa contigo!

4 - Os teus olhos acabaram de fazer mais estragos que o icebergue no “Titanic'.

5 - És tão doce que só de olhar para ti tenho medo de engordar!

6 - Diz-me só o teu nome, para eu saber o que pedir ao Pai Natal

7 - Quando sentires o chão a tremer não te preocupes. É o meu coração a bater por ti

8 - Às vezes pergunto-me porque é que a vida é tão bela. Agora já sei, é porque estás nela.

9 - Quem me dera ser um patinho de borracha, para estar na tua banheira!

10 - Deves estar mesmo cansado, passas os dias a andar de um lado para o outro na minha cabeça.

domingo, janeiro 29, 2006

Ultima Hora:Neva Leite de Noz em Lisboa

Depois da bela exibição do SLB em pleno Estádio da Luz, só poderia surgir algo de inesperado em Lisboa...ESTÁ A NEVAR!!!
O que eu aguardei por este momento... Leite de Noz para toda a gente

quinta-feira, janeiro 26, 2006

CENAS REAIS EM HOSPITAIS PORTUGUESES

- Soutora , eu sou homossexual , mas não era por isso que a vim consultar.Sabe! É que há uns quinze dias levei uma dentada no pénis e isto não está cicatrizar...(Urgência de São Francisco Xavier)

Um homem entra na urgência do Hospital Garcia da Orta com um pisa-papeis de forma oval dentro do ânus. Os médicos, após várias tentativas para retirar o objecto com a luva, não conseguiram e lá tiveram que ir à "faca" para remover o objecto. Após a intervenção cirúrgica lá veio a explicação do paciente:
- Eu estava em casa no duche, quando o telefone tocou e sai apressadamente para o atender. Ao atender o telefone sentei-me na secretária e não vi que estava lá o pisa-papeis.....
Os médicos:- Claro! Claro! Isso acontece...

Um paciente que sofre de diabetes diz para o Doutor:- Soutor! Já Consegui resolver o problema dos diabetes...- Ah sim? E como?
- De manhãzinha ainda em jejum, ponho uma colher de mel na boca e
aí os diabetes vêem a babuje porque são muita gulosos, e quando menosesperam...pimba! Espeto-lhes com dois bagaços na boca que eles morrem todos! (O médico não queria acreditar que o paciente estava a falar a sério).

A um senhor que tinha sido operado ao pénis, estava a enfermeira retirar os pontos, tendo que segurar no dito cujo. Passado um pouco o senhor diz:- Oh senhora enfermeira! Escusa de segurar mais que ele agora ja não cai para baixo! (Hospital de Santa Maria)

Outra menos divertida passou-se entre dois colegas médicos, em que
um pediu a Outro que era ginecologista que lhe consultasse a respectiva mulher,uma vez que esta tinha uma infecção vaginal. Na consulta o médico viu que se tratava de um pedaço de preservativo que não tinha saído e que estava a provocar a infecção.Passado um pouco os dois médicos encontram-se e o ginecologista diz ao colega:- Não te preocupes mais com a infecção da tua mulher. Tratava-se apenas de um bocado de preservativo que ficou lá dentro, mas já está tudo O.K.!- O quê?!
Eu e a minha mulher não Usamos preservativos desde que casamos...(... ela meteu processo disciplinar contra o ginecologista por quebra de sigilo médico)

segunda-feira, janeiro 23, 2006

Bernardino Taborda

Eis algumas expressões do homem que só consegue falar formalmente usando palavras caras:


"Deglutir o batráquio"
(Engolir o sapo)

"Colocar o prolongamento caudal no meio dos membros inferiores"
(Meter o rabo entre as pernas)

"Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes
contracções laringo-bucais"
(Nem que a vaca tussa)

"Retirar o filhote de equino da perturbação pluviométrica "
(Tirar o cavalinho da chuva)

"Sugiro veementemente a Vossa Excelência que procure receber contribuições
inusitadas na cavidade retal"
(Vá levar no cu)

quarta-feira, janeiro 18, 2006

Recitação poética por: ZÉ DIAS

Não é só o Pinto da Costa,
o Pinto da Costa é inocente,
pra mim é inocente.
Agora é preciso ver, ver,
Logo
Cá futebois mfmfmfmf
BENFICA
Vamos ver
(PAUSA)
As banheiras, não é do Estádio do Dragão
É do Estádio da Luz
Eles, coiso…
Mergulham

segunda-feira, janeiro 16, 2006

O que e isto?

Aqui tou eu,a meia noite a gravar mais um Estupidologia...O Tiago a jogar FM com um save no Atletico Madrid, o Sergio com sono porque meteu 1600 e tal numeros na synovate e o Pedro a pensar na tactica para o FIFA 2006
E eu tudo bem...depois de uma conversa com o Ricardo Carvalho para o Record...LAMENTAVEL
E do cansaco, talvez seja

Dor no Joelho com novo visual...ou andar novo

Ausente por uns tempos, estou de volta com um novo visual...Pois e, assim o pessoal diz ah e tal, que giro, que blog tao fofo...considerem-se avisados
Um bem haja