Translate

terça-feira, maio 01, 2007

Dia Mundial do Coçador

Hoje é o dia Mundial do Trabalhador. Para muitos é um dia igual aos outros, mas para outros é um dia que não faz qualquer sentido.
Estou então a falar dessa grande comunidade da nossa sociedade denominada de coçadores.

Ora e o que é um coçador?
Bom não existe um termo técnico para a sua definição, basicamente um coçador é aquele tipo que no trabalho não faz nenhum, mas dá ares de quem está sempre ocupado. Normalmente chamam-se de Paulo Almeida, em homenagem àquele grande jogador que passou pelo Benfica há alguns anos e que no meio campo, liderava com toda a sua arte de bem mal jogar.

Não sei se esta situação passa convosco, mas comigo, em todos os trabalhos por onde já passei, há sempre um coçador. No entanto, não pensem que é fácil adquirir este estatuto. Só com muitos anos de coçar e algumas técnicas é que permitem chegar ao patamar de um verdadeiro coçador.

Mas como sou vosso amigo vou desvendar algumas dessa técnicas.

- A primeira técnica prende-se com a postura. Se vocês estão à frente de um computador, dêem sempre aquele ar de que estão a fazer alguma coisa, mesmo que estejam a ver mails de gajas nuas. Por exemplo, abram uma página no Word e façam muito barulho com as teclas do teclado, para que transmitam aos outros colegas que estão assoberbados de trabalho. Se quiserem, levantem o auscultador do telefone da vossa secretária e façam de conta que estão a falar com um cliente do tipo: “Triiiiim... Tou… sim, exacto, vende…por mil… e quinhentos… coiso!”

- Outra técnica é inventar uma desculpa para o vosso baixo índice de rendimento. Normalmente as doenças são sempre as melhores amigas, assim do género: “Ah puto, hoje não consigo processar estes documentos, é que estou aqui com uma depressão ao nível do escroto, ai ai!!!”
Também resulta se dizerem: “Passa-se isto assim assim, de maneiras que me dói a unha do mindinho da mão esquerda e não consigo trabalhar.”
Para finalizar, também podem dar aquela desculpa já mais habitual: “Vou ter uma reunião com os accionistas que pode demorar entre uma a 17 horas, de maneiras que só amanhã é que posso digitalizar isso.”

- Uma forma muito subtil de mostrarem que estão a trabalhar, mas no fundo, apenas estão a coçar a micose, é andarem de um lado para o outro na empresa, mas com uma folha de papel na mão. Só vos digo que esta dica é a mais simples e eficaz, suscitando da parte dos patrões altos elogios pelo vosso desempenho: “Epá o Paulo Almeida hoje está farto de trabalhar, só o vejo a andar de secção para secção com folhas. Sim senhor!”

- Por ultimo, um verdadeiro coçador não pode estar em silêncio pois vai logo dar a entender aos seus colegas que não está a fazer nenhum. Desta forma, a regra mais importante para um coçador é falar, falar, falar, mesmo que não diga nada de jeito. Falem do Benfica, de gajas, automóveis, do cão, da bisnaga, do pokemon, mas falem. Assim, os vossos colegas fartam-se de vocês, mas nem reparam que estão a coçar a micose.

1 comentário:

Duke disse...

Falta aqui uma técnica bastante importante: a técnica da colocação da moeda no botão F9 do teclado a fim de actualizar a hora...